Amiga revela história de Eike com morador de rua

jandira-coscarelliTodo dia inúmeras mensagens de apoio chegam no #EikeTudoPeloBrasil. Mas, nesta quinta-feira, uma delas veio da Dra. Jandira Coscarelli, admiradora e amiga de Eike Batista há mais de 30 anos, e que por isso tem muita autoridade para falar a respeito do empresário.

“Conheço o Eike há muitos anos. Desde que eu comecei a namorar o meu marido eu conheço o Eike, e só de casada eu tenho 33 anos. Sempre fomos muito amigos e continuamos muito amigos”, disse a médica oftalmologista.

Na opinião de Jandira o amigo não precisaria passar por tudo o que está passando, mas enfrenta tudo de peito aberto por amor ao país, uma grande vontade de mudar o Brasil para melhor.

“Tenho muita admiração pelo Eike, é um entusiasta do Brasil. As vezes até acho que somos de um país que não merece ter o Eike Batista. Já falei pra ele viver a vida dele, se divertir, ele poderia fazer isso, sabe? Mas ele não, ele está sempre dizendo ‘não, não. O Brasil precisa de mim. A logística por aqui é muito ruim’. De certa forma acabo entendendo”, disse Jandira.

Perguntada sobre alguma realização de Eike Batista que lhe enche os olhos, a médica não perdeu tempo para realizar o seu voto: Superporto do Açu.

“O que ele fez ali no Açu foi uma coisa do outro mundo. O porto é até um mínimo do que ele fez ali, porque ali tem toda uma comunidade que foi criada, e com tudo o que se pode imaginar: escola, tratamento médico, agricultura… Eu não conheço empresário algum que tenha feito o que o Eike fez pelo país”, elogiou.

Dra. Jandira Coscarelli tem a honra de ter Eike Batista como um de seus pacientes. Segundo ela, o empresário não é sempre bem-vindo em sua clínica só por conta da amizade, mas principalmente por causa de uma virtude muito considerada por ela, a humildade.

“O Eike é de uma humildade absurda. Ele quando esteve na minha clínica cumprimentou desde o porteiro até os funcionários. Na volta pra casa, a caminho do aeroporto, ele vai conversando com o motorista, pergunta sobre a vida dele, pergunta sobre o que ele pensa para melhorar a vida. É coisa de outro mundo”, revelou.

 

Felicidade de um morador de rua:

A Dra. Jandira, durante a conversa, lembrou uma história muito curiosa que presenciou com Eike Batista. Ela diz que o empresário fez a felicidade de um morador de rua em Nova Iorque, e fez isso com uma naturalidade muito grande.

“Nós estavamos em Nova Iorque num dia que ventava muito e fazia um frio, mas um frio muito grande mesmo. Caminhando pela rua um mendigo esticou a mão e pediu uma esmola. De cara nós não percebemos e acabamos passando por ele, mas o Eike quando se tocou deu meia volta e foi na direção do morador de rua, tirou o que tinha no bolso e deu pra ele dizendo que ele agora poderia procurar um abrigo, ir pra casa ou comer alguma coisa. E não pensem que o Eike jogou o dinheiro de qualquer jeito. Ele segurou na mão do mendigo, olhou no olho, falou com ele, sabe? Eu não sei a quantia que o Eike tirou do bolso, mas lembro que nós olhamos para trás e o mendigo estava pulando”, lembrou aos risos.

Por fim, sobre o recente “I’ll be back” dito por Eike numa entrevista, a médica disse não duvidar do retorno do amigo:

“Eu tenho certeza absoluta que ele vai voltar ao topo. Ele é um cara que não larga o osso não. Qualquer um no lugar dele já tinha ido embora, pedido pra sair. Ele é de escorpião! Eu sou de escorpião também e sei como é”, brincou.