Pai de Eike leva “susto” com o Superporto do Açu

De forma a dar sequência ao especial sobre o Superporto do Açu, nesta terça-feira, Roberto Hukai, Engenheiro nuclear e Professor do Instituto de Energia Eletrotécnica da USP, revela que Elieser Batista, pai de Eike, levou um “susto” quando soube da descoberta do Açu pelo próprio filho.

 

ESPECIAL SUPERPORTO DO AÇU:

Episódio 1: Terra, sol e água: qual é a relação com o Açu?

 

“Uma das coisas que o povo em geral pensa é que o Elieser Batista ajudou muito o filho. Claro que ajudou no sentido de que ele foi pai, só que muitas das ideias e realizações do Eike não tem nada a ver com o Elieser”, disse Roberto Hukai.

Em detalhes, Hukai conta que o Superporto do Açu nasceu a partir de um estudo inicial da US Navy durante a 2ª Guerra Mundial. Naquela época os EUA cogitavam um ataque à Europa e mapearam toda a costa brasileira em busca da construção de bases militares. Passaram-se anos e Eike Batista, na biblioteca da Marinha Americana, descobriu os dados necessários para um profundo porto no Rio de Janeiro.

“O próprio Elieser tomou um susto. Eu lembro que ele falou: ‘mas eu não sei como o meu filho descobriu o Porto do Açu’. Não estava na cabeça dele, e ele (Elieser) era um dos maiores estrategistas de superportos do mundo”, explicou.

 


 

Até sexta-feira mais vídeos com curiosidades importantes sobre o Superporto do Açu serão postados aqui no #EikeTudoPeloBrasil. Fiquem ligados!

Amigo de longa data revela lado humano de Eike

profhukai
Roberto Hukai, engenheiro nuclear e professor do Instituto de Energia Eletrotécnica da USP

 

Muitas pessoas pensam de forma errada a respeito de outras que, só por serem popularmente conhecidas, aparentam gozar de uma vida recheada de privilégios sem qualquer tipo de importância com o próximo. Tudo bem, pode ser que existam casos de celebridades fúteis ou que se deixam levar pela fama, mas generalizar é um julgamento completamente injusto.

Eike Batista, por exemplo, é um empresário conhecido por conta de várias realizações favoráveis ao Brasil, mas que, apesar de ser bem-sucedido na carreira, não poupa esforços para melhorar a vida de quem precisa. Quem garante é Roberto Hukai, engenheiro nuclear e professor do Instituto de Energia Eletrotécnica da USP.

Hukai, amigo pessoal de Eike Batista há mais de 30 anos, contou ao #EikeTudoPeloBrasil um episódio curioso presenciado por ele no Chile.

Antes da aquisição da mina de ouro La Coipa, localizada no Deserto do Atacama, Eike precisou viajar bastante para a Santiago. Numa das visitas à capital chilena viu que em uma igreja localizada ao lado do hotel o padre cortava um dobrado para ajudar crianças carentes, todas em situação que beirava a miséria. Angustiado em ver aquilo o empresário foi oferecer ajuda, e em pouco tempo US$ 100.000,00 haviam sido doados à instituição.

No vídeo abaixo, Roberto Hukai conta a história com mais detalhes, cita a mãe de Eike, Dona Jutta, como incentivadora deste lado social do filho, e revela que o padre da igrejinha de Santiago acabou como o primeiro santo da igreja catolica chilena, beatificado há cerca de um ano. Confira:

NOTA: Roberto Hukai contou inúmeras curiosidades de forma exclusiva ao site. Todas serão publicadas em breve!